31 de outubro de 2013

2013/2014 - 09J - Académica - Benfica: Antevisão de Sérgio Conceição

A Académica parece respirar confiança em vésperas de receber o Benfica. Depois de eliminar o Belenenses da Taça de Portugal e de ter ido a Braga impor-se à equipa de Jesualdo Ferreira, Sérgio Conceição encara a partida com ânimo redobrado. E nem é preciso recorrer ao desejo de quebrar um tabu com décadas.

«O Benfica não perde aqui há 40 anos? Não é nestas situações que se vai buscar motivação. Eu nem sabia que não ganhávamos havia 46 anos em Braga. O que utilizamos para nos motivar é ter consciência do nosso trabalho, que somos competentes, e os jogadores têm qualidade. Este jogo era o melhor jogo que podia acontecer depois do Braga», defendeu, esta quinta-feira.

«A pressão é igual, está presente diariamente, para sermos melhor a cada momento. Obviamente que a responsabilidade está toda do lado do Benfica, mas não deixaremos de ter pressão para fazer um bom resultado. Que passaria por ganhar o jogo. Empate? Depende das circunstâncias do jogo, às vezes há partidas que parecem difíceis, como as últimas com o Belenenses e o Sp. Braga, e passámo-los. Cada jogo tem a sua história, todos são diferentes, mas pensar em empatar antes do jogo é impossível.»

O técnico da Briosa falou também do momento atual dos encarnados. «Claramente não estaria a dizer a verdade se dissesse que está igual ao ano passado, mas há vários fatores. O treinador e os jogadores são os mesmos, aliás a equipa até se reforçou, por isso poderá ser uma questão mental, mas do que vi não está com mesma dinâmica e alegria. Agora que tem potencial para isso, tem. Só espero que se revele só para a semana, não amanhã», levantando um pouco o véu sobre a estratégia que utilizará:

«É preciso, principalmente, ter a mesma organização defensiva que tivemos em Braga, sermos muito organizados, com um bloco compacto, coeso, e linhas bem juntas. Mas isso não que dizer defender em cima da área. Depois, temos de aproveitar momentos para sair com critério, objetivos, e vontade de criar mossa na defesa do Benfica.»

A Académica, apesar das melhorias, não começou bem a época e, por isso, Conceição não conseguiu evitar algumas questões mais… estatísticas. «Temos o pior ataque? Fizeram a mesma pergunta ao Jesus. Podemos analisar de várias formas. Não me parece normal, por exemplo, que à oitava jornada uma equipa pequena seja a que tem mais cantos, é sinónimo que ataca. Ou que seja a que tem mais faltas sofridas, sinónimo que os jogadores provocam, tentam. Claramente não temos sido eficazes. Mas não podemos isolar esse facto, temos outros que nos favorecem. Se formos o pior ataque no final da época e estivermos a 2 pontos do nono lugar, não me importo.»

Uma questão de superstição e Ricardo à Seleção

Depois de se ter queixado de um certo alienamento dos media em relação à Académica em Braga, o técnico foi confrontado com as declarações do homólogo do Benfica, que perspetiva um jogo difícil em Coimbra. «Se calhar, disse-o por uma questão de superstição», considerou, ele que, desde o triunfo sobre o Belenenses, tem entrado sempre para as conferências pela porta dos jornalistas, em vez de utilizar a mais próxima ao balneário…

«Não gosto de falar em sorte, mas a verdade é que, até há duas semanas, ela faltou-nos em certos momentos do jogo. Poderíamos ter mais pontos e também houve alguns erros de arbitragem. Sofremos já cinco penalties em nove jogos oficias e só um a favor. Do árbitro de amanhã, espero que seja justo, só isso. Não a favor da Académica, mas que seja justo. Tivemos situações algo penalizados, não é desculpa para tudo, mas é um facto também a analisar.»

O técnico teve tempo ainda para, mais uma vez, defender a chamada do guarda-redes Ricardo à Seleção. «Tenho grande respeito pelo trabalho do Paulo, até porque foi meu colega durante muitos anos na Seleção, não vou interferir minimamente, mas digo que, na minha opinião, ele está entre os três melhores guarda-redes de Portugal. Não o digo para ser simpático, até porque não sou muito simpático [risos]… não é o que dizem?»

in maisfutebol

Sem comentários:

Publicar um comentário